Image Map

terça-feira, 25 de outubro de 2016

Entrevistando o Autor - Suicidal, by Faveladobiebs

ENTREVISTANDO O AUTOR
by Jaxtom

Fanfic: Suicidal
Autor(a): Faveladobiebs


Sinopse:
Ela se cortava. Nunca tão profundo, nunca o suficiente para morrer, mas o suficiente para sentir a dor. Eu disse que a ajudaria, mas era loucura entrar em sua mente, era tanta bagunça que eu acabei me perdendo, esquecendo o meu propósito. Amar alguém assim era suicido. Talvez esse tenha sido o motivo pelo qual no final eu acabei virando um. Um suicida. 
– Eu já vi a felicidade, ela tem olhos castanhos.

Leia a fanfic aqui!

1) Qual seu nome, idade e onde mora?
Olá pessoal, me chamo Lara, tenho 18 anos e sou do Nordeste RN - com sotaque e tudo, aushsuah. 

2) Como foi seu primeiro contato com fanfic? Onde ouviu falar pela primeira vez?
Meu primeiro contato foi por uma prima minha, ela me disse que estava lendo uma fanfic maravilhosa do Harry Styles, de primeiro eu fiquei tipo: Que diabos é fanfic? Ai ela me explicou que era um site onde fãs criavam histórias com seus ídolos. Daí em diante me tornei uma viciada em fanfic, haha. 

3) Ainda lembra qual foi a primeira história que você leu?
É bem difícil lembrar exatamente qual foi, mas tenho quase a certeza de que foi We Found Love, eu não lembro o nome da escritora, até hoje WFL é a minha fanfic preferida do gênero colegial, mas a garota que a escrevia apagou há algum tempo, se eu chorei? Muito. 

4) Quais fandons você geralmente lê e escreve?
Sou uma louca e tarada pela Barbara Palvin e sempre escrevo com ela e leio consequentemente, com ela também, haha. Eu também sou Belieber e leio fanfics com o Justin também, mas só se tiver a Barbara, não consigo ler sem ser jarbara, me dá umas coisas. Eu só escrevo histórias com eles dois de casal. Também amo ler histórias com o Harry Styles e o Zayn, e claro, com personagens originais. 

5) Como é a escrita na sua vida? É apenas hobby ou você pretende levar isso profissionalmente?
No momento é apenas um hobby, mas pretendo realizar meu sonho que é de lançar um livro, e esse livro será o de Suicidal, se assim Deus permitir. 

6) Por qual motivo você escreve? O que te motiva?
Eu amo escrever, não sei qual é ou se tem um motivo para eu fazer tal coisa, paixão talvez?! Não sei bem, mas sei que amo, eu me sinto livre pra escrever e imaginar o que eu quiser, e eu amo me sentir assim. 

7) Na vida real, você costuma ler livros? Quais são seus preferidos? Quais autores você admira?
Sim, eu leio muitos. Eu amo demais a trilogia de Paixão sem limites da Abby Glines, eu amo todos os livros dela, e já li quase todos e super recomendo. Também gosto muito de 50 tons de cinza.... Quem não gosta, não é mesmo? 

8) Como surgiu a ideia de escrever Suicidal?
Eu não me lembro de ter pensado em escrevê-la, mas lembro-me de ver o word cheio de palavras vulgo desabafos sobre esse tema que me passou pela cabeça escrever algo ‘’diferente’’ do que se costuma encontrar no spirit. Eu queria escrever algo que de alguma forma passasse o que eu sentia, e com Suicidal eu consegui isso, o que me motiva mais e mais a continua-la e passar sempre o máximo que eu conseguir através de minhas palavras. 

9) Como foi pra você trabalhar as relações entre os personagens? Teve algo de experiência pessoal em alguma delas?
Todos deles (principais) tiveram uma pontinha de cada pessoa que já passou por minha vida, até a Melissa que em alguns pontos fora inspirada em mim mesma e em uma amiga que eu tive. O Justin é baseado nas atitudes de um ex-crush que tive, sim ele era um babaca. O Preston fora algo de minha mente, o tipo de pessoa que eu queria ter tido na minha vida, e infelizmente ainda não tive. O restante fora algo que eu criei perante a triste realidade que vemos nas famílias, os pais que colocam dinheiro na frente dos filhos, amigas que fazem de tudo para te ver bem, o quanto que o dinheiro influência na vida das pessoas, como uma pessoa pode fazer a outra sofrer sem mesmo perceber com palavras cortantes.... Enfim, apenas juntei tudo e deu nisso, haha. 

10) Você considera Suicidal um de seus melhores trabalhos?
Eu amo todas as histórias que já escrevi e escrevo, mas Suicidal é a que eu mais amo escrever, é como se o tempo parasse e as palavras não fugissem quando começo a escrever cada capítulo. Ela é mais do que uma simples história para mim, é como eu desabafo minhas emoções, independente delas serem boas ou ruins. Então sim, eu a considero o meu melhor trabalho. 

11) Como foi o processo de criação dos personagens (a personalidade, comportamento e tal)? Você se inspirou em si mesmo ou alguém que conhece?
O interessante e curioso é que eu não tive que pensar por muito tempo para a personalidade de cada personagem, eu apenas escrevi e gerou tudo isso. Eu usei algumas pequenas coisas sobre mim e de uma amiga para a Melissa, o Justin tem algumas coisas de um ex-amigo/crush, o Preston é algo da minha cabeça (ao qual eu amo), assim como todos os outros. 

12) Como você lida com as críticas que eventualmente recebe? Já passou por uma situação que te fez pensar em desistir de escrever (essa ou qualquer outra fic)?
Eu pensei sim uma vez em desistir de Suicidal, ela estava no começo, no segundo capítulo, acho, e uma menina falou para mim lá no spirit na time line, eu ainda lembro bem das palavras que ela usou: ‘’Em pleno 2016 e ainda tem gente escrevendo história sobre a menina que se corta. ’’ Isso de algum modo mexeu comigo, e passou sim pela minha cabeça desistir de tudo, mas eu vi o quanto que me fazia bem escrevê-la e o quanto de pessoas que haviam se identificado com ela, e eu briguei comigo mesma, contra a vontade de apaga-la, e hoje eu agradeço a essa menina por ter dito tal coisa, me sinto mais confiante perante as críticas, eu amo escrevê-la dessa maneira que faço e nenhuma opinião irá me fazer mudar o rumo que eu desenvolvi para Suicidal. 

13) O que os leitores que vierem a conhecer seu trabalho podem esperar da sua história e de você como autora?
Bom, muitas emoções ainda estarão por vir, talvez uma segunda temporada... Não sei, ainda estou trabalhando nisso, depende de qual final irei escolher, eu já escrevi três e até agora não sei qual escolher e de mim podem esperar uma nova versão de Suicidal para o wattpad, mas de uma maneira diferente do site do spirit, como se fosse realmente um livro, com algumas coisas diferentes, e logo farei isso. 

14) Que dica você daria para quem está começando?
Nunca se deixar abalar pelas críticas, independente de como elas sejam, as boas demais podem te levar ao céu e ao mesmo tempo te puxar pra baixo. Já aconteceu comigo uma vez, e garanto que é algo horrível. Você se sente confiante demais para escrever algo que acaba transformando tudo que tinha em algo ‘’clichê’’ demais. Tente se manter firme, como quando começou, não deixe as críticas ruins te abalarem e muito menos as boas te fazerem acreditar que tudo está maravilhoso, sempre leia e se for o caso, releia e veja se pode mudar algo para melhor, tente ao máximo escrever sem erros ortográficos e fugir do clichê, tente criar algo só seu, algo que ninguém pode tirar, garanto que se fizer algo assim, terá sucesso em tudo que escrever. 

15) Sobre projetos futuros, você já tem algum em mente? Pode contar um pouco pra gente?
Como disse mais a cima, meu projeto futuro é fazer algo como se fosse, ou realmente fosse um livro de Suicidal no wattpad, já comecei a escrever algumas partes, como o prologo e garanto que está MARAVILHOSO, e super recomendo vocês a lerem, haha. 

Considerações finais: 
Só queria a agradecer a todos que leem Suicidal, que dão favoritos, que deixam comentários que me fazem chorar e várias visualizações. Eu nunca sei como agradecer, até porque não tem como, um obrigada nunca é o bastante, eu sempre procuro ao máximo de alguma maneira agradecer à todos, e eu tento isso nos capítulos, escrevendo, aumentando o tanto de palavras... Enfim, tudo isso é por vocês. Para todos que vieram falar comigo, se abrir mesmo sem me conhecer, contar tudo o que já passaram e passam eu só tenho a dizer: Se mantenham fortes, a dor pode parecer insuportável agora, mas espere alguns minutos, horas, dias... O que for preciso, um dia ela passa porque um dia tudo passa, até mesmo as coisas que pensamos não ter fim. Não façam nada que de algum modo os machuque fisicamente como mentalmente, machucar-se a si mesmo nunca é uma boa opção e nunca faz a dor ir. Eu amo cada um de vocês por fazerem meu sonho se tornar realidade, por falarem para mim o que estão passando, por se abrirem comigo mesmo sem me conhecer, por me fazerem conhecer pessoas maravilhosas que são vocês.... Enfim, obrigada por tudo, eu não poderia ter leitores melhores.

x.x.x

Obrigada, Lara, pela sua participação!

O pedido da entrevista foi da leitora Kathizinha

Espero que tenham gostado, pessoal!

Não esqueçam de clicar no link lá em cima para conferir e ler a fic Suicidal!

Até a próxima!

Jax



4 comentários :

  1. Cara eu amo suicidal, e posso te afirmar que está ótima, perfeita e por favor, ATUALIZA MUIE, QUEREMOS MAIS E MAIS❤

    ResponderExcluir
  2. Ai voc esta entrando em seu blog preferido normalmente quando, de repende vê que sua fanfic preferida da sua autora preferida foi intrevistada. AMO AMO AMO

    ResponderExcluir
  3. Muito bom, sou uma das varias leitoras de suicidal e além do tema o que mais me cativou foi a escrita. Enfim, eu gostaria muito de ver uma entrevista com a @KarolineSouzza autora de Rubi, a fanfic dela tbm é sensacional. Fica a dica.

    ResponderExcluir
  4. Sou uma das leitoras de Suicidal, e cara, a fanfic é muito boa. Como alguém ali em cima falou, eu repito: ATUALIZA MUIÉ! Necessito de capítulos.

    ResponderExcluir