Image Map

quarta-feira, 14 de dezembro de 2016

Entrevistando o Autor - Camouflage, by modified_univer

ENTREVISTANDO O AUTOR
by Jaxtom

Fanfic: Camouflage
Autor(a): modified_univer


Sinopse:
O poder foi o que uniu em um matrimônio, e uma noite o levou a cometer o pecado. Um empresário de grande sucesso que possui um bom lar, uma bela esposa e um filho que ama incondicionalmente, viu-se fascinado pela vontade de aventurar-se em um erro com uma jovem, em uma festa de fraternidades, após a insistência de seu amigo para lhe acompanhar e espairecer. Ao deparar-se com a loira em um canto, sozinha e quieta, ele sentiu algo que nunca viera a sentir antes; o sentimento de estar vivo ao ter uma atração carnal por uma desconhecida. 
Nenhum nome foi revelado, apenas um momento insano compartilhado. Tempo depois, a mesma garota, como se por uma peça do destino, aparece em sua empresa, procurando por um emprego para quitar suas dividas e ajudar a sua família. Então, juntos, eles começam a conhecer mais a fundo a luxúria e os prazeres de um romance proibido. E ao fim de tudo, uma escolha teria que ser feita e as consequências enfrentadas, pois não se pode camuflar para sempre o pecado.

Leia a fanfic aqui!



1) Qual seu nome, idade e onde mora?
Andressa, tenho 18 anos e moro em Goiás. 

2) Como foi seu primeiro contato com fanfic? Onde ouviu falar pela primeira vez?
Se não me engano, tudo iniciou pelo Orkut e logo pelo Facebook, onde descobri do que se tratavam. Li muitos Imagines também, e de lá passei a ler por blogs, tumblr e conheci as outras plataformas. 

3) Ainda lembra qual foi a primeira história que você leu?
Não consigo me lembrar dos detalhes, mas sei que foi com o Justin Bieber. 

4) Quais fandons você geralmente lê e escreve?
Sou um pouco louca, sendo de vários fandons, mas escrevo com mais frequência com o Justin Bieber, Old Magcon, Zayn Malik, 5 Seconds Of Summer, Lily Collins, Amber Heard, Elle Fanning, Maia Mitchell, Lali Esposito, Hailee Steinfeld, Ariana Grande, Demi Lovato e alguns outros. 

5) Como é a escrita na sua vida? É apenas hobby ou você pretende levar isso profissionalmente?
Escrever é a minha vida, se assim posso dizer. Quando escolhi cursar Jornalismo, foi justamente pelo meu amor pela escrita, sabendo que eu trabalharia com isso e poderia investir no meu sonho que é ter obras publicadas. Com certeza eu penso em expandir o que eu faço, é o meu grande objetivo. 

6) Por qual motivo você escreve? O que te motiva?
Por sentir que eu posso ser eu mesma. Por muitas vezes escrever me ajudou a não me afundar em uma avalanche de problemas, e foi a escrita que me ajudou a me livrar da depressão. Quando comecei a escrever e me senti capaz de criar universos onde existiam os meus personagens, com as personalidades que eu criava, eu me sentia grande. 

Eu me sentir capaz é a minha grande motivação. Acho que precisamos amar o , que passamos para o papel ou digitamos e enchemos as páginas na área de texto do computador. E quando eu publico algo e vejo as pessoas comentando, favoritando e deixando um simples ‘’continua’’, é a prova de que se eu continuar acreditando, eu posso fazer qualquer coisa. Já tive muito medo das criticas que poderia receber ao expor o que eu escrevia, mas hoje, não mais. Minha motivação é a confiança que tenho, também, graças as pessoas que me acompanham.

7) Na vida real, você costuma ler livros? Quais são seus preferidos a? Quais autores você admira?
Sim, em meu quarto é mais provável ter mais livros que roupas em meu roupeiro. Tenho muitos preferidos, de vários gêneros, mas posso dizer que no New Adult tenho todos do Belo Desastre e seus Spin-Offs, a trilogia Clash, a trilogia Real também os distópicos de Divergente, Jogos Vorazes e Maze Runner. Não posso esquecer dos que fizeram parte da minha vida inteira, todos de Harry Potter. Também, os de anjos de Fallen e Os Instrumentos Mortais, Peças Infernais. E por fim, ao menos que eu me lembre, os dos gêneros sobrenaturais, tendo Crepúsculo e Vampire Academy. Tem muitos outros, também.

Admiro muitos, mas, sem sombra de dúvidas a Jamie MCGuire, J.K. Rowling, Cassandra Clare, Katy Evans, Stephenie Meyer, Lauren Kate e John Green. 

8) Como surgiu a ideia de escrever Camouflage?
Em um dia enquanto eu voltada da escola, ouvindo o álbum Journals do Justin Bieber, enquanto tocava a faixa Hold Tight. Não sei como e nem porque a idéia me surgiu, mas as idéias simplesmente fluíram, tanto que assim que cheguei em casa, a primeira coisa que fiz foi jogar minha mochila sobre a cama e correr até o computador, anotando todas as minhas ideias e planejando o meu enredo, roteiro e todos os detalhes. 

9) Como foi pra você trabalhar as relações entre os personagens? Teve algo de experiência pessoal em alguma delas?
Foi incrível! Eu, particularmente, escrevo apenas sobre as pessoas que eu amo e admiro, utilizando suas imagens em minhas histórias , encaixando-as da melhor maneira possível. Eu simplesmente visualizei o Justin Bieber e a Ellen Fanning como os personagens que imaginei em minha mente, não havia mais o que pensar, eles eram perfeitos para o que eu queria. 

Mas não, nunca houve experiência pessoal sobre o que eu trato na Camouflage. Tudo foi fruto da minha imaginação. 

10) Você considera Camouflage um de seus melhores trabalhos?
Posso dizer que sim. Eu realmente me sinto bem escrevendo a história, tudo flui com tranqüilidade e eu não preciso apressar nada. 

11) Como foi o processo de criação dos personagens (a personalidade, comportamento e tal)? Você se inspirou em si mesmo ou alguém que conhece?
Foi um tanto quanto prazeroso. Eu idealizei personalidades diferentes, para cada personagem, buscando retratar algo real, mesmo em meio ao fictício, onde muitas coisas são importantes, não apenas o casal principal. Não houve inspirações em qualquer outra pessoa. 

12) Como você lida com as críticas que eventualmente recebe? Já passou por uma situação que te fez pensar em desistir de escrever (essa ou qualquer outra fic)?
Eu nunca lidei com uma critica, diretamente. Mas, não são todas as pessoas que gostam do que escrevo, sei disso e compreendo, pois eu também não gosto de tudo o que outras pessoas gostam. Se por acaso eu receber uma critica, irei lidar com ela e seguir em frente, talvez, podendo melhorar. Nunca se sabe quando algo que pensamos ser o fim do mundo pode ser o que nos levará a ser melhores. 

13) O que os leitores que vierem a conhecer seu trabalho podem esperar da sua história e de você como autor?
Apenas os convido para conhecerem. Eu me dediquei muito no processo de criação da Camouflage, e irei continuar me dedicando, até o último capítulo que irei postar. Escrevo com o meu coração, dando o meu melhor, colocando meus próprios sentimentos em cada linha escrita. Então, quem resolver lê-la, conhecerá um pouco sobre mim também. 

14) Que dica você daria para quem está começando?
Planeje-se bem, faça roteiros, pense sobre o enredo que deseja, adiante alguns capítulos antes de postar a sua história. Escreva com o seu coração, se estiver com raiva, escreva uma cena usando esse sentimento, se estiver feliz, escreva uma cena usando esse sentimento. Tudo fica melhor quando há intensidade. Se tiver duvidas sobre algo, estude o assunto, pergunte a colegas, amigos, professores, pai ou mãe. Nem todo autor é formado sobre aquilo que decide escrever

Não vá pelo que pode ser mais popular nas plataformas. O essencial para uma boa história é conter a real essência de quem a escreve, onde as ideias expostas são verdadeiras, mesmo que inventadas para tal obra. Pense sobre tudo e se não se sentir seguro, continue tentando até se sentir pronto (a). Não tenha medo de errar. 

Não se preocupe com números. É importante termos o apoio das pessoas que tiram alguns minutos para lerem o que postamos, mas todos começam sem nada, sem comentários e/ou favoritos, mas se desistirmos por isso, não saberemos onde nossa coragem irá nos levar. Quando eu comecei, não tinha nem mesmo um amigo no site, ninguém me conhecia e eu não conhecia ninguém. Hoje, minhas histórias não são as mais favoritadas ou comentadas, mas eu já perdi as contas de quantos sorrisos dei por ler um simples ‘’continua’’ ou um ‘’amei’’. 

Portanto, apenas seja você e seja corajoso (a). Sinta orgulho do seu trabalho e manda ver! Tudo vale a pena quando nos arriscamos. 

15) Sobre projetos futuros, você já tem algum em mente? Pode contar um pouco pra gente?
Claro, vários, na verdade. Pretendo lançar um livro físico no próximo ano. Não é nada relacionado a Camouflage, mas é sobre outra obra que escrevo. Está quase tudo certo e se não houver imprevisto, espero ter meus livros começando a serem vendidos por ai. E, talvez, um dia seja a vez da Camouflage.

Considerações finais:
Bom, quero agradecer a Jaxtom por ter feito a entrevista, foi bem legal de responder as perguntas. E, sem poder me esquecer, muito obrigada a leitora que sugeriu essa entrevista, isso é muito gratificante para mim e me fez estupidamente feliz. 

E aos que irão conhecer a história depois dessa entrevista, sejam muito bem vindos, os receberei com muito amor e carinho. 

Então, um obrigada por tudo. Com amor, Andie.

x.x.x

Obrigada, Andie, pela sua participação!

O pedido da entrevista foi da leitora Bruna Lopes.

Espero que tenham gostado, pessoal! 

Não esqueçam de clicar no link lá em cima para conferir e ler a fic Camouflage!

Até a próxima! 

Jax


Nenhum comentário :

Postar um comentário